Obesidade infantil no Brasil: uma revisão integrativa

  • Jean Brum Jardim Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus Macaé. Professor Aloísio Teixeira.
  • Inês Leoneza de Souza Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus Macaé. Professor Aloísio Teixeira.
Palavras-chave: Obesidade infantil, obesidade pediátrica, saúde pública, obesidade, enfermagem pediátrica.

Resumo

A Organização Mundial de Saúde, em 2012 alerta as nações quanto a alarmante e crescente presença da obesidade no mundo e a imprescindibilidade de instituírem-se em caráter de urgência ações de combate a este mal, que correlacionava-se a 2/3 das mortes no mundo. Em 2014, novo alerta é emitido convocando o globo desta vez ao combate à obesidade infantil, a forma consensualmente mais eficaz de enfrentamento à obesidade. O presente estudo tem como objetivo analisar e discutir as publicações acerca da obesidade infantil no Brasil e para tal realizou-se revisão integrativa de 39 artigos selecionados através de busca nas bases de dados da Biblioteca Virtual de Saúde, até janeiro de 2016. Os resultados comprovaram a presença de índices alarmantes de obesidade infantil nas crianças brasileiras, bem como a multiplicidade de causas e efeitos. Houve pouca participação da enfermagem nas pesquisas. Os estudos são predominantemente quantitativos e ocorrem em escolas. Houve pouca inclusão dos familiares e professores como objetos de estudo e mesmo como participantes nestes. Poucos autores propuseram elencar soluções factíveis à prevenção e combate à obesidade. Sugere-se, portanto que novas pesquisas sejam realizadas por enfermeiros, em caráter quanti-qualitativo, envolvendo crianças, familiares e professores cujo objetivo prioritário seja elaborar e testar estratégias de enfrentamento ao assim denominado, mal do século.
Publicado
20-08-2017
Como Citar
1.
Jardim J, de Souza I. Obesidade infantil no Brasil: uma revisão integrativa. JMPHC [Internet]. 20ago.2017 [citado 19jul.2018];8(1):66-0. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/275