Dor Lombar Crônica: Implicações do Perfil Criativo como estratégia de enfrentamento

  • Sérgio Fernando Zavarize Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas / Diretor Acadêmico da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo – FMG.
  • Solange Muglia Wechsler Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCAMP / Editora Chefe Estudos de Psicologia PUCCAMP. Coordenadora do Laboratório de Avaliaçaõ e Medidas Psicológicas – LAMP – PUCCAMP.
  • Aline Bulhões Lima Aluna de Iniciação Científica – Faculdade de Jaguariúna.
  • Anderson Martelli Professor do curso de graduação em Educação Física da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo.
Palavras-chave: dor, lombalgia, sexo, criatividade

Resumo

A Lombalgia crônica caracteriza-se por uma síndrome incapacitante e dor, que perdura após o terceiro mês, a contar do primeiro episódio de dor aguda e pela gradativa instalação da incapacidade. Estratégias de adaptação podem ser capazes de reduzir efeitos negativos ocasionados pela dor lombar crônica, portanto pesquisar o perfil das pessoas criativas frente à dor crônica assume uma importância fundamental, quando pode reunir novos conceitos no que diz respeito aos sintomas físicos e emocionais relacionados à dor lombar. Participaram da pesquisa 37 sujeitos portadores de dor lombar crônica, selecionados segundo diagnóstico médico na Interclínicas da Faculdade de Jaguariúna, situada no município de Jaguariúna - SP. Foram utilizados como instrumentos a Escala Visual Analógica que avalia a intensidade da dor, onde os escores variam de zero a dez, escala do perfil criativo contendo 72 itens do tipo Likert de seis pontos compostos de adjetivos descritores da personalidade criativa e a aplicação de um questionário complementar. Concluiu-se que as mulheres apresentaram maior incidência de dor lombar crônica e níveis mais elevados de dor, mas também um maior índice de estratégias criativas frente ao problema.

Biografia do Autor

Sérgio Fernando Zavarize, Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas / Diretor Acadêmico da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo – FMG.
Prof. Dr. Sergio Fernando Zavarize – Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas / Diretor Acadêmico da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo – FMG.
Solange Muglia Wechsler, Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCAMP / Editora Chefe Estudos de Psicologia PUCCAMP. Coordenadora do Laboratório de Avaliaçaõ e Medidas Psicológicas – LAMP – PUCCAMP.
Profa. Dra. Solange Muglia Wechsler, PhD – Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCAMP / Editora Chefe Estudos de Psicologia PUCCAMP. Coordenadora do Laboratório de Avaliaçaõ e Medidas Psicológicas – LAMP – PUCCAMP.
Aline Bulhões Lima, Aluna de Iniciação Científica – Faculdade de Jaguariúna.
Fisioterapeuta  Aline Bulhões Lima – Aluna de Iniciação Científica – Faculdade de Jaguariúna.
Anderson Martelli, Professor do curso de graduação em Educação Física da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo.
Especialista em Laboratório Clinico pela Unicamp, Campinas - Sp
Publicado
17-07-2014
Como Citar
1.
Zavarize S, Wechsler S, Lima A, Martelli A. Dor Lombar Crônica: Implicações do Perfil Criativo como estratégia de enfrentamento. JMPHC [Internet]. 17jul.2014 [citado 19out.2019];5(2):188-94. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/215