Integração serviço/ensino com desdobramento na formação: o caso do PET graduasus do Curso de Gestão de Serviços de Saúde/UFMG

  • Vanessa de Almeida Guerra UFMG
  • Keli Bahia Felissíssimo Zocratto UFMG
  • Kátia Ferreira Costa Campos UFMG

Resumo

Introdução: O Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI), instituído pelo decreto nº. 6096, de 24/04/2007, dentro do Plano de Aceleração do Crescimento para a Educação, previu que as Universidades Federais, por adesão, elaborassem propostas de crescimento por meio de novos cursos, preferencialmente noturnos, ou expansão de vagas nos cursos existentes. Nesse sentido, a Universidade Federal de Minas Gerais, apresentou ao Ministério de Educação e Cultura (MEC), seu projeto de expansão, aprovado em dezembro de 2007, contemplando ampliação de cursos  existentes e criação de cursos novos. Dentre os cursos novos, foi criado o Curso de Gestão de Serviços de Saúde (CGSS), sediado no Campus Saúde, que é desenvolvido em parceria com as Faculdades de Medicina e de Ciências Econômicas, visando um trabalho interdisciplinar, além de contar com a participação das várias unidades da UFMG na perspectiva da flexibilização curricular. Este foi autorizado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade Federal de Minas Gerais por meio da Resolução nº 14/2007. O Curso busca de diálogo permanente entre as áreas da Saúde, Economia, Administração, Demografia e Contabilidade para compreender a complexidade das políticas e organizações de saúde e propor ações de intervenção nessa realidade. A proposta de formação interdisciplinar de um profissional para a administração de sistema e  de serviços de saúde se justifica pela demanda de gestão nos diferentes serviços de atendimento aos usuários, serviços de vigilância e níveis centrais de decisão. A formação do novo profissional tem como foco conhecimentos da área de saúde,  administração,  economia, demografia e disciplinas afins, que privilegiam a visualização do setor em sentido amplo e o fornecimento de instrumental para a ação, visando à necessária profissionalização da gestão. Ressalta-se que, atualmente, a administração do setor saúde é, em grande parte, exercida por profissionais de diferentes categorias, tais como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, odontólogos, dentre outros, que buscam capacitação principalmente em cursos de especialização. A proposta de criação do Curso ancorou-se na possibilidade de formação de um novo profissional de saúde que tenha domínio da linguagem da área, além de ferramentas, bases teóricas e filosóficas da administração, e  cujo objeto de trabalho será a administração em saúde. O profissional a ser formado deverá dominar técnicas de gestão capazes de facilitar a organização dos serviços e, consequentemente, a atenção à saúde dos usuários. Nesse sentido, buscou-se projetos que pudessem ampliar a participação dos graduandos na visão da interdisciplinaridade, sendo incluído no PET Gradua-SUS, visando a inclusão do aluno nos cenários de campo o mais precoce possível. O CGSS tem como objetivo formar profissionais críticos com domínio do conhecimento para atuar na gestão de serviços de saúde, de modo especial, no desenvolvimento do princípio da interdisciplinaridade que se configura como uma premissa para o Curso. Objetivo: Apresentar a experiência de inserção do Curso de Graduação em Gestão de Serviços de Saúde no PET-GraduaSUS e seus desdobramentos na formação do gestor. Métodos: Trata-se de um relato de experiência da participação do CGSS no PET-GraduaSUS com início em maio do ano de 2016 e previsão de término em fevereiro do ano de 2018. Resultados: O CGSS está vinculado a rede de atenção a saúde do SUS por meio de disciplinas, atividades de pesquisa e extensão. Atualmente uma nova Matriz Curricular do CGSS em processo de implantação, esse movimento permite o desenvolvimento de atividades que articulam a integração de serviço-ensino-comunidade. Além disso, vale ressaltar a inexistência de Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) específicas para o CGSS, assim o Colegiado do Curso optou por adotar como referencial as competências gerais definidas para os Cursos de Graduação da área da Saúde e se pautar, também, nas competências da Área da Administração, aprovadas pela Resolução n. 04, de 13 de julho de 2005. Entretanto, o PET-Saúde/GraduaSUS com o alinhamento do grupo de tutores e alunos do curso de Gestão de Serviços de Saúde da UFMG e preceptores da SMSA, explicitou a necessidade da integração das atividades de ensino, junto ao serviço/comunidade, aproximando a formação teórica do ensino acadêmico do curso de graduação às demandas existentes nos cenários reais da prática do SUS-BH. Considerando a atuação interdisciplinar e em equipe que objetiva qualificar os profissionais de saúde tendo como base a aprendizagem pela vivência no cotidiano do trabalho em saúde da rede assistencial de Belo Horizonte, o Pet GraduaSUS do Curso de Gestão de Serviços de Saúde, buscou identificar nas propostas de intervenção uma formação diferenciada para o trabalho no SUS, fortalecido pela prática e Educação Permanente em Saúde. Nesse contexto, a integração ensino serviço e comunidade é um importante trabalho coletivo que precisa ser discutido para proporcionar maiores avanços na qualidade do ensino e dos serviços de saúde prestados à população. A articulação entre as instituições de ensino e a rede SUS intenciona que todos os espaços de gestão e de serviços de saúde não sejam apenas meros cenários de prática, mas que estes se constituem enquanto espaços de aprendizagem tornando o SUS uma rede escola de cuidados capaz de articular o ensino, a gestão, a produção de serviços e o controle social no seu cotidiano de práticas. Nestes espaços privilegiados, a formação deve ser orientada pelas necessidades de saúde da população e pelos desafios da prática profissional, amparada por uma abordagem interdisciplinar de compreensão sobre a realidade do território, visando à formação estratégica para a mudança das práticas em saúde. Desta forma, o PET-Saúde/GraduaSUS provocou profundas reflexões junto ao Colegiado de Graduação o que resultou em uma proposta piloto de identificação de possíveis disciplinas, ao longo da nova matriz, que pudessem ser ofertadas com uma carga horária prática, vinculada aos serviços, onde os alunos realizassem a transposição do conteúdo teórico para uma vivência prática. Conclusões: Cabe mencionar que o PET- Saúde/GraduaSUS é um importante instrumento estratégico para prover a interdisciplinaridade, podendo resultar em novas reflexões sobre as propostas curriculares diferenciais à área da saúde. Além de propiciar uma oportunidade de capacitar os profissionais lotados nos serviços de saúde, assim como a comunidade acadêmica, sobre as habilidades, atitudes e competências intrínsecas ao gestor de saúde. Cabe ainda mencionar a potencialidade de capacitar docentes do CGSS para trabalhar na lógica dos serviços de saúde da rede do SUS. O foco de atuação estabelecido junto ao serviço foi atuar nas ações vinculadas em cada campo estabelecido do município de Belo Horizonte, por meio dos diagnósticos situacionais e desenvolvimento de projetos de intervenção.

Publicado
19-09-2018
Como Citar
1.
Guerra V, Zocratto K, Campos K. Integração serviço/ensino com desdobramento na formação: o caso do PET graduasus do Curso de Gestão de Serviços de Saúde/UFMG. JMPHC [Internet]. 19set.2018 [citado 18dez.2018];8(3):73-4. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/671