Dor Lombar Crônica: Implicações do Perfil Criativo como estratégia de enfrentamento

Autores

  • Sérgio Fernando Zavarize Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas / Diretor Acadêmico da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo – FMG.
  • Solange Muglia Wechsler Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCAMP / Editora Chefe Estudos de Psicologia PUCCAMP. Coordenadora do Laboratório de Avaliaçaõ e Medidas Psicológicas – LAMP – PUCCAMP.
  • Aline Bulhões Lima Aluna de Iniciação Científica – Faculdade de Jaguariúna.
  • Anderson Martelli Professor do curso de graduação em Educação Física da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.14295/jmphc.v5i2.215

Palavras-chave:

dor, lombalgia, sexo, criatividade

Resumo

A Lombalgia crônica caracteriza-se por uma síndrome incapacitante e dor, que perdura após o terceiro mês, a contar do primeiro episódio de dor aguda e pela gradativa instalação da incapacidade. Estratégias de adaptação podem ser capazes de reduzir efeitos negativos ocasionados pela dor lombar crônica, portanto pesquisar o perfil das pessoas criativas frente à dor crônica assume uma importância fundamental, quando pode reunir novos conceitos no que diz respeito aos sintomas físicos e emocionais relacionados à dor lombar. Participaram da pesquisa 37 sujeitos portadores de dor lombar crônica, selecionados segundo diagnóstico médico na Interclínicas da Faculdade de Jaguariúna, situada no município de Jaguariúna - SP. Foram utilizados como instrumentos a Escala Visual Analógica que avalia a intensidade da dor, onde os escores variam de zero a dez, escala do perfil criativo contendo 72 itens do tipo Likert de seis pontos compostos de adjetivos descritores da personalidade criativa e a aplicação de um questionário complementar. Concluiu-se que as mulheres apresentaram maior incidência de dor lombar crônica e níveis mais elevados de dor, mas também um maior índice de estratégias criativas frente ao problema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Fernando Zavarize, Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas / Diretor Acadêmico da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo – FMG.

Prof. Dr. Sergio Fernando Zavarize – Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas / Diretor Acadêmico da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo – FMG.

Solange Muglia Wechsler, Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCAMP / Editora Chefe Estudos de Psicologia PUCCAMP. Coordenadora do Laboratório de Avaliaçaõ e Medidas Psicológicas – LAMP – PUCCAMP.

Profa. Dra. Solange Muglia Wechsler, PhD – Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCAMP / Editora Chefe Estudos de Psicologia PUCCAMP. Coordenadora do Laboratório de Avaliaçaõ e Medidas Psicológicas – LAMP – PUCCAMP.

Aline Bulhões Lima, Aluna de Iniciação Científica – Faculdade de Jaguariúna.

Fisioterapeuta  Aline Bulhões Lima – Aluna de Iniciação Científica – Faculdade de Jaguariúna.

Anderson Martelli, Professor do curso de graduação em Educação Física da Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo.

Especialista em Laboratório Clinico pela Unicamp, Campinas - Sp

Downloads

Publicado

17-07-2014

Como Citar

1.
Zavarize SF, Wechsler SM, Lima AB, Martelli A. Dor Lombar Crônica: Implicações do Perfil Criativo como estratégia de enfrentamento. J Manag Prim Health Care [Internet]. 17º de julho de 2014 [citado 29º de fevereiro de 2024];5(2):188-94. Disponível em: https://jmphc.com.br/jmphc/article/view/215

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.