A utilização do Prontuário Eletrônico

um relato de experiência pelo olhar de estudantes de Medicina no interior do Amazonas

Autores

  • Éder Santos UFAM-ISB
  • Joades Lima Pereira UFAM-ISB
  • Leandro Bonet UFAM-ISB
  • Luciano Finicelli UFAM-ISB
  • Danilo Costa UFAM-ISB
  • Maria Helena UFAM-ISB

DOI:

https://doi.org/10.14295/jmphc.v14.1178

Palavras-chave:

Registros Eletrônicos de Saúde, Consultórios Médicos, Estudantes de Medicina

Resumo

A utilização do Prontuário Eletrônico na Atenção Primária à Saúde já é uma realidade em muitas cidades brasileiras, apesar de todas as dificuldades para se efetivar a implantação de tal ferramenta. No município de Coari, interior do Amazonas, a unidade básica de saúde Dr. Genival Guerra (que recebe estudantes de Medicina da Universidade Federal do Amazonas para desenvolvimento de práticas), realizou em meados de 2019, a substituição do uso do prontuário de papel pelo Prontuário Eletrônico em suas consultas médicas tendo como meta melhorar o atendimento ao paciente. Este artigo visa relatar experiências de estudantes de Medicina sobre o uso do Prontuário Eletrônico durante seu campo de práticas. Trata-se de um relato de experiência de observação. Estudantes de Medicina acompanharam consultas médicas realizadas em uma unidade básica de saúde, durante os meses de agosto e setembro de 2021. Dessa experiência, depreendeu-se que o emprego do Prontuário Eletrônico oportuniza melhor organização e detalhamento de informações durante a consulta médica, mostrando-se mais eficiente que o uso do prontuário de papel, apesar de apresentar empecilhos que dificultam sua implantação e manejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Zaterka S, Eisig, JN. Tratado de gastroenterologia: da graduação à pós-graduação [Internet]. 2a ed. São Paulo: Atheneu; 2016 [citado 21 jun. 2022]. Disponível em: https://docero.com.br/doc/nn015e

Gusso G, Lopes JMC, Dias LC. Tratado de medicina de família e comunidade: princípios, formação e prática [Internet]. 2a ed. Porto Alegre: Artmed; 2019 [citado 21 jun. 2022]. Disponível em: https://docero.com.br/doc/nnxx8xe

Conselho Federal de Medicina (BR). Resolução CFM n. 1.638/2002, de 9 de agosto de 2002. Define prontuário médico e torna obrigatória a criação da Comissão de Revisão de Prontuários nas instituições de saúde [Internet]. [Brasília]: CFM; 2002[citado 21 jun. 2022]. Disponível em: https://sistemas.cfm.org.br/normas/arquivos/resolucoes/BR/2002/1638_2002.pdf

Pinto VB, Farias KM, Meneses BC. Epistemologia do registro e da organização do conhecimento no contexto da saúde: o caso do registro do paciente. In: Peres Pais MDC, González Bonome M., editores, 10o Congreso ISKO [Internet]; 2011 jun 30 – jul 1; Ferrol, Espanha. [Ferrol]: Universidade da Coruña; 2011 [citado 21 jun. 2022. p. 455-70. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19177

Patrício, C, Machiavelli JL, Maia MM, Navaes MA. O prontuário eletrônico do paciente no sistema de saúde brasileiro: uma realidade para os médicos?. Sci Med [Internet]. 2011 [citado 22 jun. 2022];21(3):121-31. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/scientiamedica/article/view/8723

Canêo PK, Rondina JM. Prontuário eletrônico do paciente: conhecendo as experiências de sua implantação. J Health Inform [Internet]. 2014 [citado 22 jun. 2022];6(2):67-71. Disponível em: http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojsjhi/index.php/jhi-sbis/article/view/289

MV Sistemas de Informática Nordeste. Conheça as principais dificuldades na adoção do prontuário eletrônico do SUS [Internet]. Recife: MV; 30 jun. 2017 [citado 21 jun. 2022]. Disponível em: https://mv.com.br/pt/blog/conheca-as-principais-dificuldades-na-adocao-do-prontuario-eletronico-do-sus

Secretaria de Estado de Saúde (AM). Susam auxilia municípios na implantação do prontuário eletrônico [Internet]. [Manaus]: SES; 28 de jun. de 2019 [citado 22 jun. 2022]. Disponível em: http://www.saude.am.gov.br/visualizar-noticia.php?id=3732

Ministério da Saúde (BR). Portaria n. 3.193, de 27 de novembro de 2020 [Internet]. Brasília, DF: MS; 30 nov. 2020 [citado 7 abr. 2022]. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-3.193-de-27-de-novembro-de-2020-290879748

Massad E, Marin HF, Azevedo Neto RS, editores. O prontuário eletrônico do paciente na assistência, informação e conhecimento medico [Internet]. São Paulo: H. de F. Marin; 2003 [citado 7 abr. 2022]. Disponível em: http://www.sbis.org.br/biblioteca_virtual/prontuario.pdf

Ribeiro WA, Andrade M, Santana PPC, Souza DM, Almeida VL. Implementação do prontuário eletrônico do paciente: um estudo bibliográfico das vantagens e desvantagens para o serviço de saúde. Revista Pró-UniverSUS [Internet]. 2018 [citado 7 abr. 2022];9(1):7-11. Disponível em: http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RPU/article/view/1179

Marini MZ, Arrieira I, Jacotec C. Relato de experiência da equipe odontológica em atenção domiciliar em um hospital-escola na cidade de Pelotas, RS, Brasil. RFO. 2017;22(2):158-61. https://doi.org/10.5335.

Downloads

Publicado

2022-07-20

Como Citar

1.
Santos Éder R dos, Lima Pereira J, D’Emidio Pedrosa Finicelli L, D’Emidio Pedrosa Finicelli L, da Silva Costa MD, Ribeiro De Checchi MH. A utilização do Prontuário Eletrônico: um relato de experiência pelo olhar de estudantes de Medicina no interior do Amazonas. J Manag Prim Health Care [Internet]. 20º de julho de 2022 [citado 16º de agosto de 2022];14:e003. Disponível em: https://jmphc.com.br/jmphc/article/view/1178

Edição

Seção

Relato de Experiência