Avaliação do ensino de habilidades de comunicação no currículo do 1º ao 8º período do curso de medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora

  • Oscarina da Silva Ezequiel
  • Sandra Helena Cerrato Tibiriça
  • Angélica de Paula Langame
  • Denise Junqueira dos Santos
  • Denise Herdy Afonso
Palavras-chave: Educação Médica, Comunicação, Currículo.

Resumo

A comunicação, como competência nuclear na educação médica, tornou-se tema de interesse como campo de pesquisa e objeto de iniciativas de programas de ensino e avaliação. Seguindo as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN, 2014), o projeto pedagógico do curso de Medicina da UFJF (PPC, 2015) propõe uma formação baseada em competências, visando o atendimento integral do ser humano. Para o sucesso desta proposta, o desenvolvimento das habilidades de comunicação deve ser longitudinal. Assim, faz-se necessária a avaliação da situação atual e da demanda de alunos e professores quanto ao ensino dessas habilidades para posterior implantação deste componente curricular. Objetivos: Avaliar a situação atual e a demanda dos professores quanto ao ensino de habilidade de comunicação nos primeiros quatro anos do curso de medicina. Método: Pesquisa transversal, quali-quantitativa, aplicada e descritiva. Foi realizada a análise documental das DCN (2014), do PPC (2015) e dos programas das disciplinas do 1º ao 8º período e também a análise de questionário eletrônico aplicado aos 78 docentes responsáveis pelas disciplinas. Resultados: 27% dos programas das disciplinas mencionam o tema comunicação, sendo que as categorias mais frequentemente citadas foram registro dos dados, construção de vínculo e técnicas de entrevista médica, enquanto que as categorias compartilhamento de informações e comunicação interprofissional são as mais citadas nas DCN. 52% dos professores responderam os questionários e 91% concordam/concordam fortemente sobre a importância do ensino de habilidades de comunicação. Conclusão: Apesar da obrigatoriedade do ensino da comunicação no currículo médico e da concordância dos docentes quanto à sua relevância, somente um quarto das disciplinas trata do mesmo, revelando a inadequação dos programas às orientações das diretrizes. 

Publicado
05-01-2017
Como Citar
1.
Ezequiel O, Tibiriça S, Langame A, Santos D, Afonso D. Avaliação do ensino de habilidades de comunicação no currículo do 1º ao 8º período do curso de medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora. JMPHC [Internet]. 5jan.2017 [citado 20jun.2019];7(1):112-. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/447
Seção
Seminários, Simpósios e Mesas Redondas

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##