Utilização de mídias sociais na comunicação entre pacientes, familiares e equipe do Programa Pró-Celíacos da Universidade Federal de Viçosa

  • Alice Corinne Martins Alves Universidade Federal de Viçosa
  • Luiza Carla Vidigal Castro Universidade Federal de Viçosa
  • Raquel Nunes Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Isabelle Lima Lopes Universidade Federal de Viçosa
  • Luiza Fazenda Pinto Universidade Federal de Viçosa
  • Ana Vládia Bandeira Moreira Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: mídias sociais, comunicação, doença celíaca

Resumo

As mídias sociais, nos dias de hoje, se interpõem entre as pessoas com o intuito de difundir rapidamente diversos conteúdos, permitir a interação entre usuários por meio de conversas e trocas de experiências e, também, de informações. Diante disso, o Programa Pró-Celíacos da Universidade Federal de Viçosa vem utilizando as ferramentas das mídias sociais para a comunicação entre a equipe do programa com pacientes e familiares, como estratégia para divulgar os eventos, como as oficinas culinárias que são feitas periodicamente e os piqueniques em datas comemorativas, bem como as informações atuais referentes à doença celíaca e outras desordens intestinais. Nesse sentido, o Programa utiliza de sua página oficial na rede social Facebook, onde são divulgadas as atividades realizadas pelo Programa, além de apoio aos parceiros e campanhas relacionadas à doença celíaca, divulgações de notícias e receitas livres de glúten e demais componentes alergênicos. Há também o site oficial, em fase final de estruturação, que irá dispor de conteúdos variados sobre temas acerca da doença celíaca, espaço de apresentação dos membros do Programa, painel de fotos, divulgação de eventos, espaços informativos que contarão com uma biblioteca virtual acadêmica e cultural, além de informes sobre o que é a doença celíaca, sinais e sintomas, diagnóstico, tratamento e alimentos permitidos. Outra ferramenta utilizada é o aplicativo Whatsapp, onde foram criados grupos, que também existem na rede Facebook, para a comunicação interna da equipe e para a interação e estreitamento do vínculo entre os pacientes. Em análise aos grupos, nos quais os pacientes trocam notícias sobre a doença celíaca, fotos pessoais, experiências e relatos sobre a experimentação de novos alimentos e receitas, é possível notar que o aplicativo é um importante meio de comunicação entre eles e que muitas vezes se torna um ambiente de aprendizado e da aquisição da emancipação individual e consciência coletiva sobre a doença celíaca e suas implicações sociais. Também, é possível notar um constante aumento do acesso à página oficial do Programa no Facebook nos últimos meses e a procura das informações sobre o Pró-Celíacos e suas atividades. Com o lançamento do site, a expectativa é que o alcance cresça cada vez mais, uma vez que o Programa contará com um espaço mais interativo que permitirá um conhecimento mais amplo sobre a doença celíaca a todos aqueles que acessarem.

Biografia do Autor

Alice Corinne Martins Alves, Universidade Federal de Viçosa

 

 

Publicado
05-01-2017
Como Citar
1.
Alves A, Castro LC, Silva R, Lopes I, Pinto L, Moreira AV. Utilização de mídias sociais na comunicação entre pacientes, familiares e equipe do Programa Pró-Celíacos da Universidade Federal de Viçosa. JMPHC [Internet]. 5jan.2017 [citado 19jul.2019];7(1):15-. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/329
Seção
Seminários, Simpósios e Mesas Redondas