Atenção Primária à Saúde: a construção de um conceito ampliado

  • Norhan Sumar Escola Nacional de Saúde Pública
  • Márcia Cristina Rodrigues Fausto Escola Nacional de Saúde Pública
Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde, Atenção Básica, Sistema Único de Saúde

Resumo

A Atenção Primária à Saúde assumiu novo protagonismo no discurso internacional e vêm garantindo seu destaque na política federal há pelo menos dez anos. As concepções de cunho abrangente ganham espaço no cenário político e acadêmico como modelo a ser seguido pelos gestores e profissionais. O estudo objetiva analisar a produção bibliográfica brasileira acerca do conceito de APS, sobretudo a partir de 1990, e suas convergências (ou não) com o discurso consensuado quanto à definição de APS abrangente. Para tanto, realizou-se uma pesquisa bibliográfica no cenário nacional para posterior análise de artigos que abordassem discussão conceitual acerca da APS entre 1990 e 2012. Os resultados mostraram um aumento considerável do número de publicações que discutem a APS a partir de 2007. Mais da metade das publicações abordavam o conceito de APS abrangente em seu referencial teórico, ancorados, sobretudo, nos atributos sistematizados por Bárbara Starfield e na própria Política Nacional de Atenção Básica. Evidenciou-se ainda a concentração de estudos que buscaram analisar a integração da APS a rede assistencial como atributo inerente a este serviço e um número considerável de estudos regionais, com análise da política no cenário das unidades de saúde.

Publicado
17-07-2014
Como Citar
1.
Sumar N, Fausto M. Atenção Primária à Saúde: a construção de um conceito ampliado. JMPHC [Internet]. 17jul.2014 [citado 21jul.2019];5(2):202-1. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/217