Acompanhamento e crescimento das crianças maranhenses com ênfase nas ações das equipes de saúde da família

  • Natália Martins de Almeida
  • Maria Iêda Gomes Vanderlei
  • Carlos Leonardo Figueiredo Cunha
  • Mônica Elinor Alves Gama
  • Sueli Rosina Tonial

Resumo

A população infantil de uma localidade constitui-se um grupo de risco para os agravos de saúde e o estado de saúde da criança é reflexo das condições de vida da comunidade em que vive. Através do acompanhamento do crescimento infantil é possível identificar as crianças em maior risco de morbimortalidade, prevenindo precocemente a desnutrição e contribuindo assim para redução da taxa de mortalidade infantil. Este trabalho tem como objetivo estudar o acompanhamento do crescimento das crianças maranhenses, com destaque para as ações da equipe de Saúde da Família. Trata-se de um estudo descritivo Saúde Materno Infantil no Maranhão. Foram sorteados 30 conglomerados e foi obtida amostra representativa de 1.712  crianças. O cartão/caderneta da criança foi apresentado por 81,8% das mães/cuidadores e o percentual de crianças pesadas no último trimestre chegou a 76,8%, sendo que em 50,5% foi identificado o registro do peso. O principal responsável pela pesagem foi o agente  comunitário de saúde, relatado em 53,9% dos casos. Nos 30 dias que antecederam a entrevista, 62,4% das mães/cuidadores relataram ter recebido visita no domicílio de profissionais do PSF –  nessa visita referida, 66% das crianças foram pesadas.

Publicado
07-10-2013
Como Citar
1.
Almeida N, Vanderlei M, Cunha C, Gama M, Tonial S. Acompanhamento e crescimento das crianças maranhenses com ênfase nas ações das equipes de saúde da família. JMPHC [Internet]. 7out.2013 [citado 21jul.2019];4(2):126-35. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/179

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##