Medicamentos homeopáticos e o paradigma da evidência científica

  • Carla Holandino Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: homeopatia, Lei dos semelhantes, Medicamento Homeopático, dinamização

Resumo

Medicamentos homeopáticos são toda forma farmacêutica de dispensação ministrada segundo o princípio da semelhança e/ou identidade, com finalidade curativa e/ou preventiva. O princípio hipocrático da semelhança foi experimentado por Hahnemann, que assim o definiu em 1796: “Toda substância que administrada em doses ponderais, até mesmo tóxica para o homem de boa saúde, desencadeia distúrbios precisos, torna-se, depois de diluída e agitada, capaz de induzir o desaparecimento desses mesmos distúrbios em indivíduos doentes”. Este é considerado até os dias de hoje o grande paradigma homeopático e, no presente estudo, o discutimos com base na literatura acadêmico-científica. Os trabalhos realizados com diferentes modelos evidenciam que as altas diluições homeopáticas são soluções que possuem atividade farmacológica e que, portanto, não podem ser consideradas placebos. O cenário atual é bastante promissor, uma vez que a qualidade metodológica, assim como a compreensão acerca dos alvos celulares e moleculares disparados pelo estímulo homeopático, têm conferido status científico a esta terapêutica baseada em evidências. O avanço na compreensãodos mecanismos de ação depende de alguns desafios que precisam ser superados, tais como: aumento do número de pesquisadores interessados na compreensão dos sistemas dinamizados; ampliação dos modelos experimentais capazes de registrar alterações físicas, químicas e biológicas disparadas pelos medicamentos homeopáticos; e  reprodutibilidade dos resultados experimentais. Estes e outros aspectos devem ser estimulados no ambiente acadêmico e profissional, a fim de romper as barreiras e os paradigmas que se contrapõem ao avanço desta Prática Integrativa e Complementar de Saúde. 

Biografia do Autor

Carla Holandino, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Farmacêutica formada pela UFRJ (1992). Mestrado em Biofísica pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas, defendido em 1994 e Doutorado pelo mesmo Instituto, em 2000, com obtenção do título de Doutor em Ciências. Especialista em Homeopatia, pelo Instituto Hahnemanianno do Brasil (IHB/2003). Professora Associado IV da Faculdade de Farmácia da UFRJ. Responsável pelas disciplinas de Farmacotécnica I, Estágio Supervisionado em Farmácia Homeopática e colaboradora nda disciplina de Farmacotécnica Homeopática. Diretora Técnica da Farmácia Homeopática da UFRJ. Membro do Comitê Técnico Temático da Farmacopeia Homeopática Brasileira.
Publicado
25-08-2018
Como Citar
1.
Holandino C. Medicamentos homeopáticos e o paradigma da evidência científica. JMPHC [Internet]. 25ago.2018 [citado 19set.2018];8(2):322-3. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/550