Relação entre nível de conhecimento, atitude e controle metabólico em indivíduos com diabetes mellitus tipo 1: um problema de saúde pública

  • Rafael Pinto Palma Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora, MG
  • Ana Paula Ferreira Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora, MG
Palavras-chave: Diabetes mellitus tipo 1, Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde, Atitude frente à saúde.

Resumo

O diabetes mellitus tipo 1 pode ser caracterizado como um transtorno metabólico resultantes de problemas na secreção e/ou da ação da insulina. Avaliar o nível de conhecimento e atitude de jovens com DM1(Diabetes Mellitus Tipo 1) em relação à doença e correlacionar estes escores as taxas de hemoglobina glicada (HbA1c). Trata-se de um estudo de natureza descritiva do tipo transversal, que avaliou 13 indivíduos de ambos os sexos, sendo incluídos aqueles com idade entre 18 e 30 anos, com diagnóstico prévio de DM1 confirmado em exames laboratoriais e que possuíam dados referentes à HbA1C realizada em até três meses antes da avaliação. Todos os indivíduos foram submetidos a anamnese e em seguida responderam aos questionários ATT-19 (Attitude Questionnaire) e DKN-A (Diabetes Knowledge Questionnaire) com duração média de 20 minutos. Os 13 indivíduos com DM1, 69,2% do sexo feminino, apresentavam como tempo médio de exposição à doença 12,7 ± 5,4 anos (média ± desvio padrão). A média de idade da amostra investigada foi de 24,9 ± 3,6 anos (média ± desvio padrão, amplitude de 18 a 30 anos). A correlação entre o nível de conhecimento avaliado pelo DKNA e o controle metabólico obtido através do resultado da última HbA1c, foi desprezível r= 0,11, p= 0,70, bem como a correlação entre o nível de atitude avaliada pelo ATT-19 e o controle metabólico r= 0,29, p= 0,33, apresentando uma baixa atitude frente a doença, mesmo demonstrando um conhecimento prévio positivo da mesma. Verificamos que os indivíduos com DM1 apresentaram escores insatisfatórios de controle metabólico quando analisado a média encontrada da HbA1c e no escore obtido através do questionário que avalia a atitude (ATT-19). Acreditamos que isto pode ter ocorrido pela negligência dos mesmos em relação à sua condição de saúde e na busca ativa de informação em campanhas e programas de saúde que visam à orientação deste grupo de pacientes.

 

Biografia do Autor

Rafael Pinto Palma, Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora, MG

 

 

Publicado
05-01-2017
Como Citar
1.
Palma R, Ferreira AP. Relação entre nível de conhecimento, atitude e controle metabólico em indivíduos com diabetes mellitus tipo 1: um problema de saúde pública. JMPHC [Internet]. 5jan.2017 [citado 22jul.2019];7(1):130-. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/469
Seção
Seminários, Simpósios e Mesas Redondas