Avaliação do uso de Mapas Conceituais e Ambiente Virtual como estratégias complementares no processo de ensino-aprendizagem

  • Gabriela do Nascimento Cândido Universidade Federal de Minas Gerais
  • Paula da Cruz Peniche Universidade Federal de Minas Gerais
  • Sheridan Ayessa Ferreira de Brito Universidade Federal de Minas Gerais
  • Janice Henriques da Silva Universidade Federal de Minas Gerais
  • Camila Megale de Almeida Leite Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Mapas Conceituais, Ensino-aprendizagem, Anatomia humana.

Resumo

Os cursos de Fisioterapia e Enfermagem tem em comum a disciplina Anatomia que é indispensável para ambas profissões. Esta disciplina apresenta conteúdo extenso que demanda do aluno alta capacidade interpretativa, tornando necessário inovar em metodologias que otimizem o ensino. A metodologia de Mapas Conceituais (MCs) foi desenvolvida por Novak e colaboradores e é fundamentada na teoria da aprendizagem significativa de David Ausubel. Segundo essa teoria o processo de aprendizagem é mais eficaz quando ocorre a ligação entre conceitos pré existentes na estrutura cognitiva do aluno com os conceitos recém adquiridos, permitindo a interação entre esse conceitos de forma que os novos conceitos adquiram significado e os conceitos prévios recebam novos significados. Desta forma, este trabalho avaliou a percepção dos discentes quanto implementação da metodologia MCs que visava tornar mais efetivo processo de ensino-aprendizagem na disciplina Anatomia Humana. A metodologia de MCs foi implementada nas disciplinas Anatomia Humana dos cursos Fisioterapia e Enfermagem da UFMG, como estratégia complementar de ensino, durante o primeiro e segundo semestres de 2015. Este trabalho faz parte de um projeto que contou com professores do Departamento de Morfologia do Instituto de Ciências Biológicas e monitores voluntários e bolsistas. Para construir os MCs os graduandos contavam com auxílio de monitores, ex alunos da disciplina que também desenvolveram MCs, e de um ambiente virtual. Os MCs poderiam ser feitos através softwares, sendo o mais utilizado o CmapTools. O ambiente virtual utilizado para implementação do projeto foi uma metaturma criada na plataforma MOODLE da UFMG. Ao final do semestre eles responderam a um questionário voluntarialmente, ao qual avaliavam o projeto, as monitorias, o ambiente virtual e a metodologia de MCs e preenchiam um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Para análise deste questionário foi utilizado o software IBM SPSS Statistics 20. Dentre os alunos que responderam, foi perceptível que a maioria ainda não haviam tido contato com a metodologia MC (entre 60% e 80%). Quanto a influencia dos MC de ensino aprendizagem, também se percebe positividade quanto ao uso (70% e aproximadamente 55%). A respeito das orientações dadas para compreensão da metodologia, respostas positivas em ambas as turmas (55% e 70%). Quanto à necessidade das monitorias para evolução do projeto, os alunos de Enfermagem responderam Parcialmente e os alunos de Fisioterapia Sim e Parcialmente. Quando questionados sobre a influência do ambiente virtual sobre a aplicação da metodologia, ambos a resposta foi Sim, Não houve dificuldade para elaboração dos MCs. Em síntese, constatou-se que MCs podem auxiliar no processo ensino-aprendizagem, visando então que a metodologia se fez eficiente ao coadjuvar os alunos na compreensão do conteúdo teórico-prático da disciplina Anatomia Humana. E por fim, a maioria dos alunos relatou que os MC auxiliaram na compreensão da disciplina Anatomia Humana em ambos os cursos.

 

Biografia do Autor

Gabriela do Nascimento Cândido, Universidade Federal de Minas Gerais

 

 

Publicado
05-01-2017
Como Citar
1.
Cândido G, Peniche P, de Brito S, da Silva J, Leite CM. Avaliação do uso de Mapas Conceituais e Ambiente Virtual como estratégias complementares no processo de ensino-aprendizagem. JMPHC [Internet]. 5jan.2017 [citado 20nov.2019];7(1):79-. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/405
Seção
Seminários, Simpósios e Mesas Redondas