A resiliência em profissionais de enfermagem que atuam no setor de urgência e emergência psiquiátrica

Palavras-chave: Resiliência. Profissionais de Enfermagem. Saúde Mental.

Resumo

Resiliência refere-se à capacidade dos seres humanos em enfrentar e responder de forma positiva às experiências que possuem elevado potencial de risco para sua saúde e desenvolvimento. Tratou-se de um estudo de natureza observacional com caráter descritivo de abordagem quantitativa. Realizado no período de 10 a 20 de maio de 2015, em um hospital de referência em Psiquiatria e Saúde Mental, no Setor de Urgência Psiquiátrica no município de São Luís-MA. Foram entrevistados 65 profissionais de enfermagem. Sendo, 23 do sexo masculino e 42 do sexo feminino. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados, um questionário de Conner adaptado, contendo 37 questões. A análise dos dados consistiu a partir dos programas EPI-INFO 2008 versão 3.5.1 (CDC-Atlanta-EUA) e STATA®, versão 10.0. Dentre os achados, a maioria dos profissionais são resilientes, com destaque para a característica FOCO em destaque, do gênero feminino, e faixa etária acima de 49 anos. Destacamos que algumas ações dos profissionais que trabalham em locais de risco podem ser potencializadas em situações de deslocamento da ênfase da dimensão de negatividade da doença para as pessoas e/ou famílias. Essa articulação de ações interdisciplinares surge formas políticas públicas saudáveis e a ampliação de medidas protetoras à saúde. A articulação de ações interdisciplinares seria importante no surgimento de formas políticas públicas saudáveis e ampliação de medidas protetoras à saúde. A pesquisa obedeceu aos aspectos éticos e legais de pesquisa em seres humanos.

Biografia do Autor

Ana Patrícia Fonseca Coelho Galvão, Faculdade Pitágoras
Departamento de Enfermagem. Área Saúde.
Publicado
20-08-2017
Como Citar
1.
Galvão AP, Pinto J. A resiliência em profissionais de enfermagem que atuam no setor de urgência e emergência psiquiátrica. JMPHC [Internet]. 20ago.2017 [citado 18nov.2018];8(1):39-8. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/297