Comportamento em crianças pré-escolares na primeira consulta odontológica: relação entre medidas objetivas e medidas subjetivas

  • Samara Santos Rodrigues Gomes Universidade Federal Uberlândia
  • Ana Cristina Barreto Bezerra
  • Alessandra Maia Castro
  • Marcelo Tavares
  • Renata Roland Teixeira
  • Foued Salmen Spindola
  • Adriele Vieira de Souza
Palavras-chave: ansiedade odontológica, cortisol, saliva

Resumo

Identificar o comportamento ansioso de crianças no consultório odontológico pode contribuir de forma a possibilitar ao dentista adequações durante o atendimento que resultem em consultas assintomáticas. O objetivo desse estudo foi verificar a presença de ansiedade em crianças submetidas pela primeira vez ao atendimento e tratamento odontológicos, analisando suas alterações fisiológicas e psicológicas, medidas pela pressão arterial, frequência cardíaca, cortisol salivar e escala Venham Picture Test (VPT). Trinta e duas crianças que nunca haviam ido ao dentista participaram do estudo e foram avaliadas em casa e no consultório odontológico. Cento e trinta e oito amostras de saliva e aferições de pressão arterial e frequência cardíaca foram coletadas em casa e no consultório antes e após o atendimento e trinta e duas escalas VPT aplicadas. As amostras salivares foram analisadas por meio de ensaio imunoenzimático. Quinze crianças apresentaram algum grau de ansiedade de acordo com a escala VPT e seus níveis de cortisol salivar foram maiores antes da primeira consulta. Em relação a pressão arterial essa se mostrou mais elevada significativamente  antes da primeira consulta quando comparada com os outros momentos das coletas. Na amostra estudada verificou-se que a primeira consulta odontológica da criança foi geradora de ansiedade e esta se apresentou por meio de alterações psicofisiológicas.

Palavras-chave: ansiedade odontológica, cortisol, saliva 

Biografia do Autor

Samara Santos Rodrigues Gomes, Universidade Federal Uberlândia
Graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Uberlândia (1996), Especialização em Prótese Dentária pela Universidade Federal de Uberlândia (1998), Mestrado em Odontologia pela Universidade Federal de Uberlândia (2004) e Doutoranda em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília. Atualmente é professora titular da Escola Técnica de Saúde da Universidade Federal de Uberlândia no Curso Técnico em Saúde Bucal.
Publicado
05-10-2013
Como Citar
1.
Gomes S, Bezerra AC, Castro A, Tavares M, Teixeira R, Spindola F, Souza A. Comportamento em crianças pré-escolares na primeira consulta odontológica: relação entre medidas objetivas e medidas subjetivas. JMPHC [Internet]. 5out.2013 [citado 23jul.2019];4(2):102-9. Available from: http://jmphc.com.br/jmphc/article/view/176